Óleo de cártamo: saiba para que serve esse produto natural

Escrito por Andreia Miranda

iStock

Extraído do açafrão, o óleo de cártamo possui uma composição que atrai atenção para os seus benefícios à saúde, pois ele é rico em ácidos graxos e tem efeitos terapêuticos que já são estudados ao redor do mundo. Esse óleo, extraído da semente do Carthamus tinctorius, é muito produzido na China, Egito, Estados Unidos, Índia e Rússia.

Estudos sugerem que o óleo pode ser um importante aliado contra a obesidade, mas há outras atuações importantes para o organismo. Conforme pesquisas indicam, a substância é importante para tratar inflamações, colesterol ruim e atua como antioxidante. Neste artigo você entenderá melhor esses e outros benefícios, além das suas formas de consumo e contraindicações.

7 benefícios do óleo de cártamo para a saúde

iStock

Seja graças à riqueza do ômega-6 na sua composição ou componentes como a vitamina E, o óleo de cártamo é poderoso ao fortalecimento da saúde. Ele pode ser benéfico para diabéticos, hipertensos e também para a estética, pois melhora o aspecto da pele e do cabelo. Saiba mais:

1. Antioxidante

O óleo é um verdadeiro antioxidante natural justamente pela presença da vitamina E em sua composição. Essa vitamina é fundamental por atuar contra os radicais livres, que destroem células saudáveis. Ela atua tanto nos radicais livres formados pelo próprio metabolismo celular quanto nos formados por fatores externos: poluição, exposição solar, entre outros.

Essa atuação é muito importante para evitar o envelhecimento precoce da pele e até doenças como o câncer. Além da vitamina E, a serotonina é outro antioxidante presente na sua fórmula. Ela é o neurotransmissor responsável por regular o humor, apetite e o sono, por exemplo (1).

2. Reduz os níveis de colesterol

O LDL, mais conhecido como colesterol ruim, pode bloquear o fluxo sanguíneo quando em excesso. O que se sabe é que o óleo de cártamo diminui os seus níveis ao elevar o HDL, considerado o colesterol bom (2). Isso acontece graças ao ômega-9 do óleo. Essa gordura monoinsaturada previne doenças cardíacas e vasculares ao atuar nos níveis de colesterol. Ainda, o óleo possui fitoesterois, capazes de reduzir a absorção intestinal do colesterol.

3. Previne doenças cardíacas

Como você acabou de ver, o óleo de cártamo é fundamental para a regulação dos níveis de colesterol. Assim, ele tem impacto também na atividade cardíaca, pois ao melhorar o fluxo sanguíneo e evitar o acúmulo do colesterol, o óleo previne doenças cardíacas. Por possuir ômega-6, também beneficia o coração (3).

4. Regula o açúcar no sangue

Além de auxiliar o coração, o óleo de cártamo também favorece os diabéticos. Graças às suas propriedades, ele age no controle da glicemia, o que previne a diabetes ou ajuda a tratar no caso de quem já convive com ela (4).

6. Reduz a acne

O ácido linoleico presente no óleo ajuda a aumentar a hidratação da pele e a reduzir a acne por ser um antibacteriano (5). Como a vitamina E combate os radicais livres, diminuem também os sinais da idade, como rugas e linhas de expressão.

Apesar de ser um óleo, ele pode ser utilizada na pele, ao contrário do que muitas pessoas acreditam. Como é um comedogênico (não obstrui os poros), as suas gotas podem ser colocadas diretamente em contato com ela.

7. Estimula o crescimento dos cabelos

O ácido oleico é especialmente benéfico aos cabelos (6). Ele atua no couro cabeludo e na raiz, acelerando o crescimento dos fios. Além disso, com ele nascem mais fortes e brilhosos.

É possível perceber que o óleo é uma espécie de remédio natural para a saúde. Para os povos antigos, porém, isso não é novidade, já que o utilizavam para a culinária e também para tingir tecidos a partir das suas folhas. Com tantas funcionalidades, fica difícil para você não concordar que esse é um óleo que merece espaço na sua rotina!

Óleo de cártamo emagrece?

iStock

Muito se fala sobre a aplicação do óleo de cártamo para quem deseja emagrecer. Essa fama de emagrecedor tem a ver com a queima da gordura. Entretanto, é preciso ter muita atenção quando se fala no assunto.

As suas duas substâncias principais (ômega-6 e ômega-9) são realmente importantes para quem deseja perder peso. Devido ao seu alto teor de ômega-6, ele atua como um catalisador que queima a chamada gordura marrom. Para entender melhor, essa gordura gera calor aos órgãos considerados vitais.

Ao acelerar essa queima, o ômega-6 obriga o corpo a recorrer à energia branca, que é aquela localizada na barriga e cintura. Dessa forma, essa gordura é queimada mais rapidamente do que o normal. Ainda, o óleo possui leptina, responsável por diminuir o apetite.

É claro, é preciso considerar que todos esses fatores devem estar acompanhados da prática regular de exercícios físicos e de uma alimentação saudável. Afinal, apenas o óleo não será suficiente para que se perca efetivamente peso.

Formas de consumo

iStock

O óleo de cártamo pode ser consumido de inúmeras maneiras. Seja em cápsulas ou na culinária, ele pode ser utilizado no dia a dia dependendo do efeito que você deseja. Para isso, confira a seguir as formas de consumo do óleo e descubra qual se adapta melhor a você:

Cápsulas

Essa forma de consumo é popular especialmente entre aqueles que tomam o óleo para se beneficiar durante a prática de exercícios físicos. A indicação é de duas cápsulas ao dia, preferencialmente antes das refeições. Isso ajuda a acelerar o metabolismo e perder peso. Pode ser consumido com água.

Líquido

Menos comum, há quem tome diretamente a versão líquida do óleo. Entretanto, é mais aconselhado fazer esse uso somente com recomendação médica para determinar qual a dose ideal.

Culinária

Muitas pessoas também utilizam esse produto natural nos alimentos, pois, na forma líquida, ele é utilizado como um tempero, semelhante ao uso do azeite em saladas, por exemplo.

Novamente, é importante salientar que o ideal é fazer o consumo com acompanhamento médico quando ele é utilizado com fins terapêuticos. A medicina alternativa é um ramo que tem larga experiência na sua manipulação. Assim, você pode aproveitar ainda mais o potencial do óleo!

Óleo de cártamo: preço

iStock

Na internet há centenas de sites onde você pode encontrar facilmente o óleo de cártamo em sua forma de cápsulas. Entretanto, os valores podem variar não somente pelas marcas, mas também pela composição. Isso porque alguns fabricantes costumam incrementar a fórmula dos seus produtos.

Atualmente, em alguns sites é possível comprar 3 embalagens com 120 cápsulas cada por pouco menos de R$80. Porém, dependendo da composição, da loja e da quantidade, algumas opções saem por R$170, aproximadamente. Por isso, vale a pena pesquisar a composição que melhor se enquadra nas suas necessidades e pesquisar bem os preços.

Óleo de cártamo: efeitos colaterais

iStock

O consumo em excesso desse produto natural pode levar ao surgimento de efeitos colaterais. Entre esses efeitos estão possíveis danos ao fígado, aceleração dos batimentos cardíacos, manchas na pele e até mesmo dores no peito. Por isso, fique atento às principais contraindicações do óleo:

  • Problemas de coagulação e úlceras gastrointestinais: evita-se o consumo, pois ele conta com propriedades anticoagulantes que afinam o sangue;
  • Gestantes: o óleo pode levar à indução do parto;
  • Indivíduos com alergia à ambrósia e cravo: esses alimentos são da mesma família do cártamo.

Esse produto natural, explorado há tantos séculos pelas sociedades antigas, tem um alto poder quando bem utilizado. Por isso, é importante consumir com sabedoria e, principalmente, orientação médica. Diabéticos e pacientes com colesterol alto podem ser os principais beneficiados com o óleo de cártamo.

Agora que você já sabe para que serve esse produto natural e suas formas de consumo, que tal incluir o óleo de cártamo na sua rotina? A sua saúde só terá a agradecer!