Óleo de melaleuca pode ser usado contra acne? Descubra benefícios

iStock

Você já ouviu falar no óleo de melaleuca? O nome é esquisito, mas saiba que ele nada mais é do que um produto bastante popular extraído de uma planta nativa da Austrália chamada Melaleuca alternifolia. De fato, ele é muito utilizado pela indústria cosmética em shampoos, desodorantes, cremes para pele e para massagem.

Por conta de sua ação antisséptica, o óleo ainda é usado em produtos de limpeza e pode ser eficiente para o tratamento de infecções causadas por bactéria, fungo ou vírus (1). A seguir, veja os benefícios do óleo de melaleuca, as formas de uso e as contraindicações.

5 benefícios do óleo de melaleuca

iStock

O óleo de melaleuca é rico em terpenoides, monoterpenos e sesquiterpenos, substâncias responsáveis pelos seus principais benefícios (2). Aliás, são esses os componentes que garantem a ação antibacteriana, antifúngica e antiviral do produto.

Abaixo, confira 5 principais propriedades do produto.

1. Combate acne e melhora a saúde da pele

Uma das funções mais conhecidas do óleo de melaleuca é em prol da saúde da pele. Graças às propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, ele pode ser eficaz contra acne e outros tipos de problemas de pele (3).

De fato, alguns estudos indicam que o produto reduz o número de lesões e a gravidade da acne leve e moderada (4). Outra pesquisa ainda mostrou que ele tem uma ação mais efetiva do que certos medicamentos antiacne (5).

2. Age contra bactérias, fungos e vírus

De acordo com estudos científicos, o óleo de melaleuca ajudaria a combater bactérias, fungos e vírus prejudiciais ao organismo.

Um deles, por exemplo, mostrou que o produto pode inibir o crescimento de bactérias que causam problemas como pneumonia e infeção urinária. Além disso, ainda poderia ser utilizado para combater e prevenir candidíase e micose.

Por outro lado, o óleo de melaleuca também pode ser capaz de combater o vírus da herpes e da gripe (6 e 7).

3. Ameniza os sintomas de infecções respiratórias

Na medicina popular, o óleo de melaleuca é usado para aliviar os sintomas de infecções respiratórias, provocados por gripes e resfriados.

Atualmente, estudos já mostram que o produto pode mesmo ser benéfico para aliviar a congestão nasal e o acúmulo de muco. Não é à toa que o óleo tem uma das melhores ações contra problemas no sistema respiratório.

4. Pode ser usado contra o mau hálito

Segundo pesquisas, utilizar o óleo de melaleuca para fazer a higiene bucal e combater o mau hálito pode ser uma solução natural eficaz.

De fato, o produto age melhor contra placas causadas por bactérias em comparação com substâncias presentes nos cremes dentais. Além disso, o óleo deixa um gosto mais natural e ameno na boca (8).

Assim, dá para usá-lo como um enxaguante bucal natural. Para tanto, apenas adicione uma gota do óleo em um copo com água morna, misture e enxague a boca por aproximadamente 30 segundos. Fique atento, pois ele é tóxico e não deve ser ingerido.

5. Tem efeito cicatrizante

Além de prevenir e combater infecções, o óleo de melaleuca serve ainda para cicatrizar feridas e machucados.

Afinal, o produto não apenas tem ação anti-inflamatória como também estimula a formação de glóbulos brancos no sangue, responsáveis pelo processo de cicatrização. Um pequeno estudo ainda mostrou que o óleo pode acelerar a cicatrização (9 e 10).

Óleo de melaleuca: como usar

iStock

Por conta de suas propriedades, o óleo de melaleuca pode ser utilizado de várias formas. Abaixo, veja quais são as maneiras mais comuns de uso.

  • Melasma, acne e manchas na pele: alguns cosméticos feito com óleo de melaleuca podem ser eficazes contra acne e melhorar a saúde da pele como um todo (11).
  • Candidíase: como visto, o óleo pode aliviar naturalmente os sintomas da candidíase (12). No entanto, é importante consultar um médico para que ele indique o tratamento adequado para cada caso.
  • Podologia e micose: o produto tem uma ação benéfica em prol da saúde dos pés e pode até mesmo ser usado como tratamento natural contra certos tipos de micose (13).
  • Cabelos: adicionar algumas gotas de óleo de melaleuca no óleo de coco funciona como uma ótima máscara hidratante para deixar os cabelos mais macios e brilhantes.
  • Relaxamento: na aromaterapia, ele costuma ser usado para acalmar e amenizar os efeitos causados pela ansiedade, medo, tristeza e cansaço excessivo.
  • Agente de limpeza: devido às propriedades antibacterianas, a melaleuca atua como um ótimo agente de limpeza. Para isso, misture o óleo com álcool ou vinagre.
  • Desodorante: quer utilizar um desodorante natural? Basta adicionar algumas gotas do óleo de melaleuca em 50 ml de óleo de coco.
  • Repelente natural: por fim, o produto ainda pode ser usado como repelente natural contra mosquitos e até mesmo pulgas e carrapatos (14).

Pelo fato do óleo de melaleuca ter as substâncias concentradas, vale lembrar ainda que é importante utilizá-lo com moderação. Entre 1 e 3 gotas já são suficientes para provocar o efeito esperado.

Cuidados e contraindicações

iStock

De maneira geral, o uso do óleo de melaleuca é seguro e pode proporcionar uma série de benefícios para o corpo (15).

Porém, esse é um produto que não deve ser ingerido. Em alguns casos, consumir o óleo pode causar uma série de problemas, especialmente em bebês ou crianças pequenas (16).

Outra recomendação é testar uma gota na pele e observar por até 24 horas. Se você não sentiu nenhuma reação — como coceira ou vermelhidão —, poderá utilizá-lo. Isso é importante pois algumas pessoas podem ser alérgicas e podem desenvolver certos tipos de dermatites em contato com o óleo, mesmo que usualmente ele seja eficaz contra o problema (17).

Gostou de saber mais sobre o óleo de melaleuca? Então, aproveita para conferir quais são os óleos essenciais para diminuir a ansiedade e o estresse!