Canela: conheça os principais benefícios da especiaria para a saúde

Foto: iStock

A canela é inconfundível. Basta uma pitada para o seu aroma perfumar receitas e deixar o sabor das preparações mais envolvente. Quem nunca foi fisgado pelo cheiro delicioso de uma torta maçã com a especiaria, não é mesmo? Além de gostosa, ela também faz muito bem para a saúde. O alimento tem em sua composição diversas substâncias importantes para o bom funcionamento do organismo, como os antioxidantes.

Elevado potencial antioxidante e anti-inflamatório, efeito positivo sobre o metabolismo e sobre o sistema imunológico, além da alta capacidade de promover a saúde do coração são alguns dos benefícios do consumo da canela (1). Conheça cada um desses benefícios e as melhores formas de utilizar a canela na alimentação.

Benefícios da canela

Foto: iStock

A canela faz bem para saúde principalmente por conta da presença elevada de antioxidantes, substâncias que atuam para minimizar os efeitos do processo oxidativo — relacionado com o envelhecimento e com o surgimento de doenças (2).

Além disso, a especiaria tem um alto valor nutritivo, propriedades anti-inflamatórias e o seu consumo favorece os sistemas cardíaco e imunológico, e o metabolismo. Confira todos os benefícios.

1. Tem alto valor nutricional

A canela é um alimento muito nutritivo. A medida de uma colher de sopa da especiaria (cerca de 2,5 gramas) tem, aproximadamente, 6 kcal apenas (3). Por isso, é uma boa opção para adoçar o cafezinho no lugar do açúcar.

A mesma quantidade fornece 1,4 g de fibras, 26 mg de cálcio, 11 mg de potássio, 2 mg de magnésio e 2 mg de fósforo. A canela também é fonte de vitaminas como a A, B, C e E.

2. É rica em antioxidantes

Como dito logo no início, uma das principais propriedades benéficas da canela é com relação à presença de antioxidantes. De fato, ela é uma das principais fontes da substância (4).

Flavonoides, ácido fenólico e polifenois são tipos de antioxidantes presentes na especiaria e em alimentos classificados como superfoods — como o vinho tinto e o chocolate amargo.

Por conta desses componentes, o consumo moderado dela diariamente estaria relacionado com a diminuição dos efeitos do estresse oxidativo no corpo, responsável por causar doenças neurodegenerativas e câncer, por exemplo (5).

3. Contém propriedades anti-inflamatórias

Segundo estudos, a canela contém substâncias com um alto potencial para combater inflamações prejudiciais ao organismo (6 e 7). Por esse motivo, a especiaria pode ser utilizada de forma terapêutica para combater processos inflamatórios relacionados com o envelhecimento.

4. Promove a saúde do coração

Outro benefício da canela está ligado à saúde do coração. De acordo com algumas pesquisas, a especiaria tem substâncias relacionadas com a redução dos fatores de risco para doenças cardíacas, como colesterol alto, triglicérides elevados e hipertensão (8).

5. Auxilia o funcionamento do metabolismo

A canela também atua de forma benéfica no metabolismo, principalmente com relação à insulina, um hormônio essencial para que as células do corpo absorvam a glicose.

Conforme alguns estudos, a especiaria tem componentes que agem para diminuir a resistência à insulina, uma das principais características de doenças como síndrome metabólica e diabetes (9 e 10).

6. Fortalece o sistema imunológico

Por conta da presença de vitamina C e de flavonoides, como o cinamaldeído, a canela pode auxiliar o combate a diversos tipos de infecções e fortalecer as defesas do organismo.

O alimento ainda tem ação antibacteriana, favorecendo a saúde bucal e reduzindo o mau hálito, além de inibir o crescimento de certos tipos de bactérias e fungos, como a Salmonella e Candida, por exemplo (11 e 12).

Mesmo com tantos benefícios, é importante ressaltar que a canela não cura doenças ou pode servir como substituta de remédios específicos. Somente um médico é capaz de determinar o tratamento e a medicação adequada para cada condição.

Como fazer chá de canela?

Foto: iStock

Uma ótima maneira de inserir a especiaria na alimentação é por meio de chá. A bebida é de fácil preparo, requer poucos ingredientes e pode ser consumida ao longo do dia.

Confira como é simples prepará-lo.

Ingredientes

  • 200 ml de água (ou medida aproximada de uma xícara)
  • uma canela em pau ou em lascas.

Modo de preparo

  1. ferva a água;
  2. depois de fervida, retire do fogo e coloque a canela;
  3. por fim, deixe a infusão agir por alguns minutos e estará pronto para consumir.

Essa é a forma mais simples de fazer o chá. No entanto, é possível acrescentar maçã, cravo, limão e gengibre para tornar a bebida ainda mais nutritiva. O ideal é beber o chá sem açúcar, mas se desejar, acrescente mel, melado de cana ou açúcar mascavo, pois são opções mais saudáveis.

Quais são as outras formas de consumir a especiaria?

Foto: iStock

Além do chá, existem outras formas de consumir a canela. Geralmente, o uso é mais comum em receitas doces, mas ela pode fazer parte de temperos para ensopados salgados, por exemplo, como indicado a seguir.

Tempero de ervas e canela

Uma boa ideia de tempero para preparações salgadas é a mistura de canela, pimenta, noz moscada e sal. Isso pode ser adicionado em sopas, caldos e ensopados com vegetais ou com carne.

Mingau de aveia

Deseja começar as manhãs com bastante energia? Então, aposte em um mingau. Basta misturar o leite, a aveia e uma pitada de canela em uma panela, levar ao fogo e mexer até engrossar.

Além disso, é possível utilizar leite vegetal e ainda incluir frutas, como banana.

Chutney de maçã

Já ouviu falar de chutney de maçã? Em resumo, ele é um tipo de molho agridoce indiano perfeito para acompanhar diversos tipos de pratos. Para prepará-lo, refogue uma cebola no azeite e misture com a canela, o gengibre e o sal.

Depois, acrescente uma maçã picada, açúcar mascavo, suco de laranja e cozinhe até a fruta ficar bem macia. Por fim, sirva com pão indiano ou com torradas.

Canela pode fazer mal?

Foto: iStock

De forma geral, o consumo da especiaria é seguro e introduzir uma pitada dela na alimentação diária faz muito bem para a saúde. Porém, assim como acontece com diversos tipos de alimentos, comer canela em excesso pode causar efeitos colaterais por conta da presença da cumarina, um componente do ácido cinâmico, que faz parte da especiaria.

De acordo com uma pesquisa alemã, a ingestão diária tolerável é de 0,1 mg de cumarina por quilo de peso corporal. No entanto, vale ressaltar que essa substância não está presente apenas na canela, como também em outros alimentos. Agrião, cereja, morango e damasco são alguns exemplos (13).

Por fim, se você está grávida, amamentando, tem diabetes ou doenças hepáticas, a recomendação é consultar o seu médico para ter certeza se o consumo da canela é seguro.