Chá de erva-doce: mais do que um simples calmante natural

Escrito por Andreia Miranda

iStock

Utilizada no mundo todo, a erva-doce é originária do Mediterrâneo e especialmente famosa no Brasil. A maioria das pessoas a utilizam como chá de erva-doce, que possui inúmeros benefícios à saúde (1). Ela é importante tanto na prevenção de doenças quanto no fortalecimento do organismo.

Para fazer o melhor uso da planta é importante conhecê-la, pois há muitos mitos e verdades em volta do chá de erva-doce. Enquanto muitas pessoas acreditam que ele é um bom emagrecedor, outras o utilizam para dormir melhor. Entre os seus vários benefícios, a bebida tem um potencial para melhorar a sua qualidade de vida, como você verá neste artigo!

Chá de erva-doce: benefícios

iStock

A bebida natural pode ser uma boa opção alternativa à medicina tradicional para inúmeros problemas no seu organismo. Regulação de hormônios, fortalecimento da memória ou digestão: as suas ações são variadas. Ou seja, se você procura um remédio natural, é provável que o chá dessa planta possa lhe surpreender!

1. Auxilia no combate contra os radicais livres

O chá de erva-doce possui propriedades que o tornam um excelente antioxidante. Assim, ele é eficaz para combater os radicais livres, que são responsáveis por danificarem células saudáveis do corpo. Como resultado, temos a prevenção de doenças como o câncer e acidentes vasculares.

2. Melhora o funcionamento do sistema digestivo

Por possuir óleos essenciais que formam enzimas digestivas, a erva-doce é uma grande aliada na digestão. Além disso, a substância do ácido aspártico que ela possui a torna um remédio natural para casos de constipação intestinal. Pesquisas sugerem também que a substância é rica em hidrogênio, ou seja, ela também é útil para controlar a acidez no estômago.

3. Regula a pressão sanguínea

Como já citado acima, o chá tem ação importante na prevenção de acidentes vasculares. Isso também se dá pelo fato de a planta ser rica em potássio, que ajuda na redução da pressão sanguínea. Por isso, o chá é uma bebida natural excelente para quem sofre com a pressão alta, pois previne também os infartos e doenças cardíacas em geral.

4. Auxilia o sistema respiratório

Além da pressão e do coração, tomar o chá natural é enriquecedor para os problemas respiratórios. Desde problemas como a tosse até doenças como asma e bronquite podem ser tratados com o chá de erva-doce. É comum que pessoas gripadas e resfriadas preparem o chá e o tomem como um remédio até se recuperarem.

5. Melhora o funcionamento cerebral

A atividade cerebral também é beneficiada pelas propriedades da erva, rica em potássio e minerais. Esses compostos são fundamentais para a condução elétrica que ocorre no corpo humano. Por isso, problemas associados às funções cognitivas podem ser prevenidos com o chá. Um dos principais ganhos é na memória, que fica fortalecida, especialmente na terceira idade.

6. Diminui cólicas e aumenta a produção de leite

Pesquisas revelam que o chá é particularmente bom às mulheres, pois a vitamina E presente nele ajuda a diminuir cólicas do ciclo menstrual. Como é rica em fitoestrógenos, a planta também ajuda a regular o ciclo e diminuir outros efeitos da TPM e menopausa.

Os bebês também podem se beneficiar com as propriedades benéficas dessa planta, pois ela reduz os espasmos intestinais e diminui as cólicas comuns nessa fase da vida (2). Além disso, o chá de erva-doce potencializa a produção do leite materno. Lembre-se sempre que quem deve ingerir o chá é a lactante, não o bebê.

7. Fortalece o coração

Devido à alta quantidade de fibras, o chá medicinal age na diminuição do colesterol e gorduras. Com isso, ele auxilia para fortalecer as atividades do coração. O que faz o colesterol baixar são compostos como a rutina, quercetina e kaempferol.

É possível perceber que a erva-doce é mesmo uma planta rica em diversos compostos que fazem bem à saúde. Uma xícara de chá de erva-doce por dia, tanto para homens quanto para mulheres, já reflete em uma saúde mais forte e revitalizada.

Chá de erva-doce dá sono?

iStock

Muitas pessoas tomam uma xícara dessa bebida natural cerca de uma hora antes de deitar para dormir. O que explica isso é que a planta ajuda os músculos a relaxarem, por isso o corpo se sente mais leve e pronto para dormir. Na medicina alternativa utiliza-se muito a bebida natural como um tratamento para a insônia.

O seu efeito de bebida calmante é muito comum também no início da vida. Nesse caso, é para as lactantes que o chá também é benéfico com relação ao sono. Além de aliviar as cólicas, comuns aos recém-nascidos, o chá estimula a liberação de gases. Quando os gases são liberados há uma redução dos espasmos na mucosa intestinal, aliviando os chamados movimentos peristálticos. A partir disso o bebê fica mais tranquilo para uma boa noite de sono.

Chá de erva-doce emagrece?

iStock

Essa é outra dúvida muito comum quanto à bebida natural. De fato, o chá de erva-doce pode ser um aliado no emagrecimento graças à quantidade de fibras que possui. Além de ajudar no aumento da saciedade, fazendo com que se coma menos, a atuação da planta no sistema digestivo também é determinante. Ao beber o chá, o indivíduo tem uma redução do inchaço no abdômen e passa também a consumir menos doces. Esse último fator acontece devido ao ácido málico.

Naturalmente, o chá é um diurético. Sendo assim, ele ajuda a liberar mais líquido e toxinas do corpo. Entretanto, ele não é milagroso, por isso quem deseja emagrecer não pode se esquecer dos exercícios físicos!

Como fazer chá de erva-doce

Preparar a bebida calmante mais consumida pelos brasileiros é bem fácil, basta seguir os passos a seguir:

  1. Ferva 1 litro de água;
  2. Em seguida, desligue o fogo e coloque 3 colheres de sopa de sementes de erva doce secas na água;
  3. Tampe o recipiente e deixe descansar por 5 minutos;
  4. Depois, coe a mistura e adoce a gosto.

O chá de erva-doce puro pode ser potencializado quando preparado junto a outros ingredientes. O bicarbonato, a salsa e o coentro são alguns dos principais. Além dos benefícios, eles dão um gosto especial ao chá calmante! Veja a seguir algumas variações da bebida:

Chá de erva-doce com bicarbonato:

  1. Aqueça o equivalente a uma xícara de chá de água quente;
  2. Acrescente à água fervida uma colher de chá de erva-doce;
  3. Tampe o recipiente e aguarde 5 minutos para se realizar a infusão;
  4. Após esse tempo você pode acrescentar uma colher de chá de bicarbonato;
  5. Consuma a bebida ainda morna.

Chá de erva-doce com salsa

  1. Ferva 1 litro de água;
  2. Acrescente as folhas e raízes da salsa com 1 colher de sementes frescas da erva-doce;
  3. Tampe o recipiente e aguarde 10 minutos;
  4. Para finalizar, basta coar e beber.

Chá de erva-doce com coentro

  1. Ferva 500 ml de água;
  2. Acrescente à água fervida 1 colher de coentro e as folhas de erva-doce;
  3. Tampe o recipiente e aguarde 10 minutos;
  4. Agora, basta coar e está pronto!

O chá de erva-doce com bicabornato é ideal para quem sofre com os efeitos da pressão alta. Isso porque essa mistura de ingredientes naturais ajudará a regular a pressão e evitará acidentes vasculares. Já para quem deseja emagrecer, o chá de erva-doce com salsa é a melhor opção, pois se torna um potente diurético e diminui a retenção de líquido. O coentro é muito associado na medicina popular a benefícios para pessoas ansiosas e que sofrem com insônia.

Contraindicações

iStock

É preciso ter cuidado na hora de consumir essa bebida calmante, mesmo sendo natural. O chá nem sempre é ideal para todos, principalmente para quem faz uso de medicamentos. Abaixo você confere as principais contraindicações:

  • Pacientes com úlcera duodenal, refluxo, colite ulcerosa ou diverticulite: nesses casos a ação da erva pode causar mal-estar.
  • Pacientes que fazem suplementação de ferro: o chá não é indicado para essas pessoas, pois pode diminuir o nível de ferro no organismo;
  • Gestantes e bebês: a erva contém compostos químicos cujo consumos não são recomendados para esses dois grupos de pessoas (3).

Podemos concluir que o chá de erva-doce é um remédio natural que atua na prevenção e tratamento de várias doenças e seus sintomas. Então, aprender mais sobre a bebida e diversificar nas receitas com outros ingredientes naturais é um caminho positivo. Assim, você descobrirá como fazer o uso certo de cada um dos seus benefícios! Aproveite para conhecer também mais 5 chás que vão te ajudar a ter uma boa noite de sono.