Funcho: conheça 10 benefícios dessa planta refrescante

Escrito por Lia Nara Bau

iStock

Foeniculum vulgare, ou simplesmente funcho ou erva-doce-de-cabeça, é uma planta amplamente utilizada para fins medicinais há séculos. Além de refrescante, essa planta apresenta diversas propriedades, entre elas é antiespasmódico, diurético, antiinflamatório, analgésico e antioxidante (1).

O funcho é muito consumido na forma de chá, mas também pode ser usado na culinária e é ingrediente de produtos cosméticos. Siga a leitura e saiba mais!

10 benefícios do funcho para a saúde

iStock


Diversas pesquisas evidenciam os benefícios do funcho para a saúde. Conheça as principais propriedades benéficas dessa planta. (2)

  1. Possui efeito cicatrizante: apresenta efeitos positivos na pele com feridas, por isso pode ser usado externamente, tanto em compressas como no formato de gel ou pomadas.
  2. Estimula contração uterina: por estimular a contração do útero, pode ser utilizado durante e após o parto.
  3. Possui ação anti-inflamatória: é utilizado para tratar diversas enfermidades inflamatórias, inclusive casos de câncer.
  4. Alivia cólicas em bebês: em mães que amamentam, o funcho pode evitar flatulências e cólicas em bebês (3).
  5. Ajuda a combater infecções: possui agentes antivirais e antimicrobianos, que auxiliam no seu sistema imunológico (4).
  6. Pode ajudar na produção de leite materno: o funcho é usado há muitos anos com esta finalidade. Muitos consideram apenas um mito, mas estudos mostram que a palnta pode trazer este benefício (5).
  7. Combate problemas gastrointestinais: o chá de funcho ajuda no funcionamento do sistema digestivo, auxiliando em problemas de estômago, flatulências ou diarreia.
  8. Possui ação antioxidante: os antioxidantes presentes no funcho, devido aos compostos fenólicos, ajudam na produção de novas células, combatendo sinais de envelhecimento (6).
  9. Refresca o hálito: além de refrescar o hálito, abre as vias aéreas.
  10. Pode aliviar constipação: o funcho tem a capacidade de relaxar os músculos digestivos e ajuda a eliminar as toxinas do organismo.

Se você deseja se beneficiar das propriedades do funcho, pode preparar um chá e beber pelo menos uma vez ao dia.

Como fazer chá de funcho

  1. Ferva 1 xícara de água;
  2. Acrescente 1 colher de chá de sementes de funcho ou 5 g de folhas verdes de funcho;
  3. Deixe a mistura descansar de 5 a 10 minutos;
  4. Coe e beba o chá.

O chá é uma das principais formas de consumo do funcho. Porém é importante salientar que nenhum chá deve ser utilizado indiscriminadamente ou de forma exagerada. Uma ou duas xícaras ao dia é o indicado.

Outras formas de consumo

  • Cápsulas: podem ser encontradas em farmácias ou lojas de produtos naturais e a dosagem depende da quantidade da planta que está encapsulada.
  • Óleo essencial: tem propriedades expectorantes e calmante.
  • Uso externo: pode ser usado externamente na forma de creme, gel ou pomadas, pois tem efeito cicatrizante (7).

A forma de consumo do funcho dependerá da finalidade do seu uso. Enquanto as cápsulas podem substituir o chá, as outras formas de consumo visam o uso externo.

Cuidados e contraindicações

iStock


Recentemente, o funcho, devido à carcinogenicidade do estragol, uma das substâncias contidas na planta, foi acusado de ser perigoso para os seres humanos, especialmente se usada como decocção para bebês. No entanto, pesquisas recentes confirmam que o estragol puro é inativado por muitas substâncias contidas na decocção (8). De qualquer forma, recomenda-se não utilizar em crianças.

  • Bebês ou crianças: a substância estragol, presente no funcho, não é considerada segura para bebês ou qualquer pessoa se ingerida indiscriminadamente em grandes quantidades (9).
  • Gestantes: também não é recomendado para gestantes, pois o estrogênio que é ativado pode confundir os hormônios da gravidez.
  • Alérgicos a cenouras: como o funcho pertence à família das cenouras, evite consumi-lo se você for alérgico a cenouras ou outras plantas daquela família – incluindo aipo ou artemísia. Se você toma anticoagulantes ou tem um distúrbio de sangramento, você também deve ter cuidado ao beber o chá (10).
  • Pessoas com gastrite ou úlceras: não recomenda-se o uso em pacientes com gastrite, úlceras gastroduodenais, síndrome do cólon irritável, colites ulcerosas, doença de Crohn, afecções hepáticas, epilepsia, doença de Parkinson, ou outras enfermidades neurológicas (11).

Como vimos, o funcho é uma planta aliada a nossa saúde, com diversas propriedades positivas. Faça uso dela na sua rotina e sinta todos os benefícios! Quer conhecer outra plantinha poderosa que ofere benefícios antioxidantes? Saiba tudo sobre o alecrim!